divulgação/ Casa Cor RS

Arrume a sala para a tevê

por Fernanda Peruzzo
Os televisores de LCD, finalmente, estão com preços atraentes. Hoje, com até quatro mil reais no bolso, e lábia de pechincheiro afiada, é possível levar para casa um belíssimo aparelho com 42 polegadas, definição e resolução de imagem altíssimas, diversas entradas HDMI, USB e todo o incrível universo tecnológico que esses brinquedões comportam.
 
É claro que a compra é irresistível e você não vai pensar duas vezes antes de aproveitá-la. Mas deveria. Porque não é qualquer sala que comporta uma tela de 42 polegadas.
 
Como mudar a arquitetura da sala não é possível, melhor é transformar o ambiente em função da tevê.
 
Distâncias
 
A arquiteta Sulamitha Cabral de Lima ensina que a distância mínima e confortável entre o televisor e o sofá é calculada a partir dessa fórmula matemática simples: altura da televisão x 4.

“Uma tevê de 32 polegadas, por exemplo, possui aproximadamente cinqüenta centímetros de altura. Assim a distância mínima entre ela e o sofá e deve ser de dois metros”.

Instalação e apoio

Em salas estreitas ou pequenas, o espaço vale ouro. Perdê-lo para a tevê é um sacrifício dispensável. Porque os modelos atuais são finos e feitos para serem fixados em paredes. Existem suportes articulados que permitem mudar a posição da televisão e assistir seus programas favoritos a partir de diferentes ângulos, ou mesmo mudando de ambiente. Há também suportes especiais para teto, que deixam o aparelho “flutuando” na sala.

Altura
 
Qualquer aparelho de tevê deve ser instalado na “altura do observador”, que é um termo técnico que define a altura ideal para que uma pessoa assista tevê sentada em um sofá. Trata-se da altura da linha dos olhos e define a posição do centro da tevê. “Como as pessoas têm diferentes alturas é necessário determinar a média destas alturas”, informa Sulamitha. Para chegar a ela, desenhe com fita crepe um molde com as medidas do aparelho na parede que recebrá o televisor, marque o centro do retângulo e chame toda a família. As pessoas devem se sentar e fazer o teste da visão. Se enchergarem bem, ótimo. Se não, é só tentar um pouco mais acima, ou abaixo.
 
“Já em locais públicos ou espaços para confraternização, a altura deve ser maior, geralmente acima da altura dos observadores, para que todos tenham visão mesmo com a circulação das pessoas no ambiente”, ensina.
 
Truques

Se fixar a tevê na parede faz com que a área entre ela e o sofá se amplie e o espaço aumente, Sulamitha ensina um truque de ouro adotado pelos arquitetos e que faz crescer ainda mais qualquer sala: escolher um tapete bem grande e posicioná-lo de modo que uma ponta dele fique embaixo do sofá e a outra quase se encoste à parede onde a tevê está fixada. Pura ilusão de ótica!
 
Apoios

Como tevê pede pipoca, que pede refrigerante, que lembra petisco que leva à cerveja, é sempre bom ter mesas de apoio em frente ou ao lado do sofá para acomodar copos, travessas e petisqueiras.

Quem tem mesa de centro deve prever um espaço livre para a circulação em torno dela. Essa distância deve ter 60 centímetros no mínimo.

Em ambientes menores, as mesas ovais são as mais indicadas. Os cantos arredondados evitam lesões nas pernas.

Quem prefere as mesas laterais (ou faz questão de ambas), deve pensar no uso que se dará a elas. “Se é para apoiar copos, servir quem está no sofá, ela deve ficar mais próxima, para que ninguém tenha que se levantar. Se for para acomodar uma escultura ou um vaso de flores, o melhor é afastar um pouco a mesa para que ninguém fique preocupado em derrubar sua obra de arte ou sua plantinha”, aconselha Sulamitha.


Envie por email

por fabiana (não registrado), em 05 de Janeiro de 2010 as 9:13 PM

amei as dicas, recente mente coprei uma lcd de 32 e essa dica da distancia foi perfeita pra mim obrigada.

por magda (não registrado), em 20 de Fevereiro de 2009 as 7:14 PM

adorei a dica obrigada.

Cadastre-se ou faça login para comentar.